domingo, 18 de julho de 2010

Paris está mesmo diferente ou serei eu?

Bonjour, amigos!

São 5h da manhã e acordei cedo, por isso vou escrever como foi minha viagem!
O voo saiu do RJ um pouco atrasado porque quando a gente estava para decolar caiu um pé d'água e o piloto informou que ia esperar o mal tempo passar (ainda bem!). Apesar dessa chuva, o voo foi super tranquilo, sem turbulências. Tanto que passei a maior parte dele em pé no fundo do avião. Ficar 11h sem ter o que fazer, sem ter com quem conversar e sem conseguir dormir é a pior parte da viagem!
Mas chegamos bem a Paris que nos recebeu com sol e temperatura agradável. Dessa vez eu desembarquei em um terminal diferente do ano passado e não precisei pegar o trem para buscar as bagagens. Contudo, antes de chegar na imigração o terminal foi interditado por causa de uma ameaça de bomba. É que havia uma bagagem abandonada e os seguranças do aeroporto, nesses tempos loucos que estamos vivendo, acharam poderia ser uma bomba. Ficamos quase meia hora esperando, um monte de gente perdeu suas conexões e eu tava preocupada com o David me esperando.
Quando liberararam todo mundo, lá fui eu passar pelo controle de passaporte e, por conta desse incidente, eles estavam controlando tudo! Perguntaram quanto tempo eu ia ficar, pediram minha passagem de volta, quiseram ver as reservas que eu tinha feito em TODOS os hotéis, enfim, o moço carimbou meu passaporte e eu pude ir buscar minha mala que já estava rodando na esteira há tempos.
Fiquei feliz ao ver o David, afinal, é bom ser recepcionada por um amigo em Paris. Ele me trouxe ao apartamento que é uma gracinha, super ajeitadinho e funcional. A dona, Victoria, é muito simpática e nos explicou o funcionamento de tudo (até que meu francês não está tão enferrujado, entendi quase tudo e o que não entendi o David traduziu pra mim!). Ela é tão gente boa que abasteceu o apto com vinho, biscoitos, café e achocolatado.
Depois de ajeitar tudo saí para ir a Gare de Lyon buscar minha passagem para Genebra, pois eu a comprei pela internet mas tinha que imprimir. Peguei o metrô que estava lotado!! Um inferno! Fiquei pensando no dia que eu tivesse de ir com mala como seria...medo!
Tive uma certa dificuldade para entender o funcionamento daquelas máquinas que imprimem o bilhete e pedi ajuda. Conseguido isso, resolvi voltar de ônibus (63) e foi uma decisão acertada porque é muito mais fácil e tranquilo! Foi a primeira vez que andei de ônibus comum em Paris e adorei! É bem diferente dos nossos!

Como eu não havia dormido no avião, estava morrendo de sono e resolvi voltar pra casa para descansar um pouco. Passei no supermercado para comprar créditos para meu chip de celular francês e comprar o jantar e dormi umas 3 horas.
Revigorada, resolvi sair para passear e fui até a belíssima Notre Dame (que a essa hora estava fechada), mas tirei lindas fotos de seu exterior e fui ao parque que existe ao lado dela e onde eu não tinha ido ano passado. Tirei fotos de ângulos que eu ainda não havia visto. Linda!!


De lá eu queria ir ao Jardin des Tuileries, mas com esse meu senso de direção apurado, acabei me perdendo pelas ruas de dentro e dando mais volta que o necessário. Foi bom porque vi lindas esquinas, ruas pelas quais eu nunca tinha passado e uma população bem diferente da do ano passado. Aliás, Paris está bem diferente (ou serão meus olhos?) e bem mais cara que ano passado (quem disse que na Europa não tem inflação???). Tudo aumentou: o preço do metrô, o preço do crepe, o preço do ingresso na Roda Gigante. Esse, aliás, aumentou muito porque ano passado ela dava o dobro de voltas que deu esse ano. Mas tudo bem. Estou em Paris e tenho que aproveitar.



Esse ano eu vi o Jardin de Tuileries com outros olhos. Não havia reparado antes em tantas estátuas em estilo grego. É quase um museu a céu aberto! Lindo!


De lá fui a Place de la Concorde, mas estava em reforma e não pude tirar boas fotos.
Lá pelas 22h começou a anoitecer e eu estava bem cansada. Voltei pra casa, fiz meu jantar, tomei banho e dormi pensando em como essa viagem está sendo diferente. Não apenas diferente da do ano passado, mas diferente do que eu planejei. Acho que meu coração ficou no RJ...

A bientôt!

VIAGEM REALIZADA EM JULHO DE 2010