terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Uma viagem no tempo!

Olá, amigos!

Já postei algumas vezes nesse blog sobre Conservatória, um distrito do município de Valença onde todas as sextas e sábados à noite acontece uma serenata pelas ruas. Amo esse lugar! É certamente meu pedaço de paraíso e no último fim de semana, após 2 anos de muita complicação amorosa, finalmente voltei ao meu porto seguro! Voltei ao único lugar no mundo capaz de recarregar minhas energias e levar embora todos os meus problemas! Como eu amo aquelas ruas de pedra, aquela paisagem bucólica, aquela cidadezinha minúscula que até bem pouco tempo nem agência de banco tinha!


Dessa vez fui em família, além de levar também uma amiga para conhecer esse paraíso. Foi um fim de semana maravilhoso! Chegamos sexta, de ônibus. Ficamos na Pousada Jara, bem em frente à praça Matriz, aliás, foi a primeira vez em 11 anos que mudei de pousada! E não me arrependi! Essa também é excelente. Embora a Pousada Martinez tenha um delicioso chorinho cantado pelo Ronaldinho do Cavaquinho, ao vivo, no café da manhã, a Pousada Jara me surpreendeu pelo tamanho dos quartos e pelo maravilhoso café da manhã e lanche da tarde.

Sexta-feira à noite choveu. Mas isso não nos impediu de ir à Casa da Cultura encontrar os seresteiros e vivenciar momentos de muita felicidade ao som de belas canções. Foi uma seresta bem intimista, com várias pessoas de fora da cidade cantando. Gostei muito! E embora não tenha havido serenata, o dia foi extremamente agradável!


Sábado amanheceu um lindo sol! Não aconteceu a tradicional música na galeria da vila antiga pois as chuvas que afetaram o estado do Rio de Janeiro impediram que os seresteiros de Campos viessem. Ainda assim o dia foi gostoso. Passamos na "Casa do Poeta" onde o Moa nos recitou poemas emocionados e emociantes. Esse é um cantinho especial em Conservatória, lugar que todo visitante deve ir sem pressa, só para saborear as belas declamações do Moa. É lindo ver alguém que ama tanto a poesia e a recita de forma tão linda! Sem passar na "Casa do Poeta" uma visita à Conservatória não é completa!
E São Pedro resolveu mandar a chuva mais cedo. Resultado: na hora da seresta não tinha mais chuva! Fomos novamente à Casa da Cultura que estava lotada e cantamos, cantamos, cantamos...espantando todos os males possíveis!
Às 23h, hora de nos reunirmos em frente ao ex-museu da seresta e sairmos em serenata! Linda! Repleta de pessoas que nunca tinham estado em Conservatória e de pessoas habituadas ao lugar. Todas cantando em uma só voz. Lindo demais! E para nos brindar estavam lá o famoso seresteiro Mário Caldas, que canta "Cavalgada", de Roberto Carlos, como ninguém! Adoro aquela voz e adoro mais ainda ver o amor dele e da esposa. Como é lindo ver pessoas que se amam de verdade e há tanto tempo! Aliás, sempre que volto à Conservatória eu lembro que o amor existe e que é possível! Toda a minha desesperança se vai, dando lugar à crença de que se pode sim ser feliz no amor!
Durante a serenata, a lua cheia linda estava nos observando lá do alto! Foi tão maravilhoso! Aliás, fazia tempo que eu não me sentia tão bem, tão leve, tão feliz!


Conservatória tem esse dom: toda vez que eu vou lá, volto melhor!  E sei que não sou apenas eu. Na verdade, Conservatória tem uma magia que o visitante tem que vivenciar, sem isso, não é possível se apaixonar pela cidade. E uma vez se apaixonando, a gente quer voltar sempre e sempre! É como uma viagem no tempo! Um lugar perdido entre o passado e o presente, um momento de encanto que dura um fim de semana mas que permanece indelével na memória!


Após a "solarata", que acontece aos domingos 10h30, voltamos para o Rio cantarolando no ônibus aquelas músicas dos compositores locais que só aprende quem frequenta Conservatória, quem se apaixona por Conservatória e quem faz de Conservatória seu pedacinho de céu!

Até Breve!

VIAGEM REALIZADA EM JANEIRO DE 2012